VIL AMOR

Teu corpo como um livro Tatuado,VivoEu leio como um cegoDeslizo sobre o vidroDesmonto como um legoEspalho sem juízoO coração entregoPerverso paraíso.Se vício você fosseUm breve amor bonitolascívia agridoceInstante infinitoVazante que me trouxeSuave como um gritoDelícia de açoite Gemido.Quem tu és? quem eu sou?Um revés, um torporMar nos pés,visgo e dor Vil amorUm dragão reveladotatuado no […]