O náufrago no istmo de Wu

O náufrago no istmo de Wu espraia espasmos como as notas dissonantes de Charlie Parker. Pegar o pássaro em pleno voo, o onírico em plena deambulação e fazer com isso fábulas insólitas, riscadas, rabiscadas, significadas. Fábulas do reino animal, vegetal e mineral, objetivação de uma escotilha, de um tango, de uma orquestra. O planeta na hora da sesta, do ócio, do sonambulismo criativo que olha pela fresta do olho.

AUTOR : Fernando José Karl

Categoria : Poesia

COMPRAR

SOBRE AUTOR

Fernando José Karl

Fernando José Karl, 56 anos, é natural de
Joinville/SC. É jornalista, roteirista de cinema,
artista visual e poeta. Foi co-criador e editorassistente do jornal cultural paranaense “Nicolau”.
Trabalhou no suplemento cultural Anexo, do jornal
“A Notícia”.

"Livro incrível , não conseguia parar de ler , ele nos envolve de uma forma indescritivel"
Evelyn Duncan
USA Today
"Gostei muito dos poemas desse livro realmente inspirador."
Kelli Marconi
Mashable

Confira

Tenha hoje mesmo o seu exemplar

Poesia

O náufrago no istmo de Wu

Só as tempestades não envelhecem no istmo de Wu. Elas viram aluvião. Viram o menino Karl dando cambalhotas, o mundo de pernas ao avesso, e isso é arte, o que se mede sem começo.

" Nada salva da ruína as folhas de chuva: mil años después de muertas, "

Célia Musilli

Social media

Manter contato. Adoro ouvir os leitores!