O Livro de Isólithus

Patrícia Claudine Hoffmann escama. Desfolha em Isólithus, personagem-ego, persona-poesia. Patrícia é suas visões, refletidas em Isólithus. O anjo que guarda a palavra azul. Adestradora de vazios, senhora das saídas, poeta habituada ao fazer do amor que não é carne.

AUTOR : Patrícia Claudine Hoffmann

Categoria : Poesia

COMPRAR

SOBRE AUTOR

Patrícia Claudine Hoffmann

Patrícia Claudine Hoffmann é natural de São Paulo, radicada em Joinville, Santa Catarina, onde se formou em Letras, pela Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE. Leciona Língua Portuguesa e é autora dos livros de poesia: “Agua Confessa” (2001 – Editora Letradágua), “Sete Silêncios” (2004 – Editora Fundação Cultural de Itajai), “Matadouro Imperfeito” (2016 – Editora Letradágua) e “Feito Vértebras de Colibris” (2017 – Editora Fundação Nacional do Livro/Marianas Edições). Tem poemas publicados nas revistas digitais: Alguma Poesia, Mallarmagens, Germina e Zunái. Publicou textos ainda no Suplemento Cultural de Santa Catarina “O Catarina”. Mantém o blog www.espoliodosol.blogspot.com.br e a fanpage Espólio do Sol. Integra algumas antologias

"Livro incrível , não conseguia parar de ler , ele nos envolve de uma forma indescritivel"
Evelyn Duncan
USA Today
"Gostei muito dos poemas desse livro realmente inspirador."
Kelli Marconi
Mashable

Confira

Tenha hoje mesmo o seu exemplar

Poesia

O livro de Isólithus

Patrícia Claudine Hoffmann escama. Desfolha em Isólithus, personagem-ego, persona-poesia. Patrícia é suas visões, refletidas em Isólithus. O anjo que guarda a palavra azul. Adestradora de vazios, senhora das saídas, poeta habituada ao fazer do amor que não é carne.

" ..."

Patricia Claudine Hoffmann

Social media

Manter contato. Adoro ouvir os leitores!