sexo dos insetos

POST

sexo dos insetos

1
este ano
o inverno foi mais duro
nossos ossos ressequidos? gastos?
desenham o frio em cada cristal de cálcio
depositam flores de crisântemo
sobre o barro cozido
as estrelas mortas
vivem em nós
fizeram-se carbono e carne
e querem nos devolver à terra
nossas dores pedem descanso
mortos não sentem nada

a água já não mata a sede
é amargo o alimento
morrer é como dormir
nos braços da mãe
sem ter de acordar depois
neste estranho salmo sem deus
2
o silêncio da casa
tenta estancar
o vento
que jorra lá fora
(o céu enferrujado engendra
furacões em seu ventre)

as flores da pitangueira
caem estéreis
sem o sexo dos insetos
não pode haver frutos nesta primavera
os sapos coaxam a noite
que hoje
se constrói sem lua e estrelas

O que acharam do livro

Alguns depoimentos

Não Perca nossas novidades!